TEFÉ E MANAUS – ADEUS AMAZONAS

SEXTA-FEIRA – NONO DIA (continuação)

Chegamos a Tefé antes do meio-dia e o pessoal da pousada nos levou para almoçar. Foi o último momento com o grupo reunido.

SAMSUNG

 

SAMSUNG

 

SÁBADO  – DÉCIMO DIA

Acordamos cedo. Como o vôo para o Rio só sai no meio da tarde vamos espremer o que ainda for possível desta viagem conhecendo mais algumas atrações da cidade.

Uma delas é o zoológico do CIGS (mantido pelo Exército). Eu queria poder ver de perto alguns animais que não conseguimos ver na mata. Estava bastante limpo e bem cuidado. Meu interesse principal era o viveiro das onças (no plural), onde há uma passarela que permite aos visitantes observá-las de cima. O viveiro e a passarela estavam lá, mas as onças (no plural) não; só havia uma, coitada. Mesmo assim foi muito legal poder admirar esse belíssimo felino, tão difícil de se avistar na mata. Para se ter uma ideia, os pesquisadores de felinos que trabalham lá na reserva onde estivemos precisam capturar periodicamente alguns espécimes para coleta de dados, mas durante todo o mês de janeiro só conseguiram uma onça, apesar de terem espalhado diversas armadilhas.

Bem, mudando de bicho, pudemos ver de perto alguns dos grandes macacos que avistamos na reserva. Mas aí o bicho pegou pra mim. Depois de tê-los visto soltos numa floresta infinitamente extensa, deslocando-se com tanta agilidade, dando longos saltos de uma árvore para outra, vê-los confinados em espaços reduzidos, sem ter o que fazer, alguns com aspecto triste (pelo menos me pareceu assim, talvez por terem feições parecidas com as nossas ), me deprimiu tremendamente. Hoje acho uma maldade sem tamanho manter qualquer animal silvestre em gaiolas, como eu mesmo já fiz na infância, e já sou contra o conceito de zoológicos, por melhor que sejam. Pela TV já vemos os animais em maior quantidade e muito mais de perto…

Havia tempo para mais uma parada. O museu do índio não nos foi recomendado por estar em más condições. Fomos então para o Bosque da Ciência, mantido pelo Instituto de Pesquisas da Amazônia. Lá pesquisa-se tudo sobre a fauna e a flora amazônicas. Animais são estudados e reintegrados à natureza. Os tanques com os peixes-boi permitem que os vejamos bem de perto. Só um deles estava aberto à visitação.

SAMSUNG

SAMSUNG

 

Bem, conseguimos extrair o máximo desta última manhã no Amazonas. À tarde pegamos o avião para o Rio.

 

Termina aqui a estória. Valeu muito a pena. Já penso em voltar!

volta_1455 - IMG_1455

De volta à cidade grande…

 


ÍNDICE  /  PRÓXIMA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s